Notícias

18 Janeiro 2021

Missa de envio do Frei Antônio Maria

Escrito por 

No último sábado (16), aconteceu no Santuário Nossa Senhora Imaculada Conceição, a missa de envio do Frei Antônio Maria (OFMConv.). A Santa Missa foi presidida pelo Ministro Provincial, Frei Gilberto de Jesus (OFMConv.) e concelebrada pelos demais frades professos presentes. Também marcaram presença os membros da Milícia da Imaculada (MI) e amigos.

O Frei Antônio Maria será missionário no estado do Amazonas, na cidade de Juruá. Ao longo do ano, o frade mostrou grande desenvolvimento vocacional na Província São Maximiliano Kolbe, fazendo seus votos solenes em julho e recebendo o diaconato na Bahia no dia 19 de dezembro de 2020. Até então, Frei Antônio residia no Convento Santo Antônio, na Cidade Ocidental (GO). Após sua missa de envio, ele será mandado em missão para Juruá (AM).

Durante sua homilia, Frei Gilberto ressaltou a importância da vocação missionária, a exemplo de Jesus no Evangelho da vocação de São Mateus. Segundo ele, Jesus foi um excelente missionário, pois soube levar a Boa Nova nas mais diversas situações: Diante da multidão que ia ao seu encontro; diante de São Mateus, enquanto exercia seu trabalho de publicano; diante dos pecadores, quando comia com eles; diante dos fariseus e doutores da lei, que sempre o atacavam...

O Frei Gilberto discursou ainda para Frei Antônio sobre o missionário ser aquele que sabe lidar com as realidades da multidão, da pluralidade. Deve ser aquele que convida jovens, casais e famílias para o encontro com Jesus. Aquele que está junto com os pecadores, das mais diversas culturas, mas sem perder o foco diante dos descontentes e incrédulos.

O frei Antônio fez ainda um discurso de agradecimento: “Acredito que a missão tenha algo de sacramental. Talvez ela seja, na verdade, o sinal mais contundente e eficaz da ação de Nosso Senhor. Porque é por meio da missão que a igreja e a dispensa dos sacramentos começam a acontecer, a existir e a brotar no coração do povo. Mas não só os sacramentos, toda a ação do Evangelho começa a brotar a partir da missão. Agradeço imensamente a Deus por me dar essa oportunidade, a vocação missionária, o chamado a esse desafio. Agradeço à minha Mãe Imaculada, minha senhora, minha amiga, por ser a Senhora do meu envio, por me enviar a esta casa. À província, na pessoa do Frei Gilberto, por ser a voz de Deus nesse momento, dizendo que é isso que ele deseja para mim. Ao Frei Amilton, guardião dessa casa e grande amigo que juntos trabalhamos por tanto tempo na Milícia da Imaculada e nutrimos um carinho muito forte um pelo outro. Muito obrigado frei, por essa acolhida, por essa celebração. Eu sei que os tempos são difíceis, o senhor meio sozinho pra conduzir tudo. Mas a Imaculada sustenta o senhor, guarda o senhor e com certeza vai retribuir todo esse carinho e toda essa generosidade que o senhor sempre teve por mim (...). Agradeço a todos os confrades aqui presentes, pela disponibilidade de terem vindo. Frei Pedro, missionário; Frei Adriano, missionário também; Frei Israel, nosso definidor; Frei Lucio, Frei Mariusz, Frei Fernando, Frei Alexandre, os confrades do seminário, muito obrigado por terem vindo, nossos irmãos das outras casas de formação. A todos os membros da Milícia da Imaculada, na pessoa do Marcelo, presidente da MI e grande amigo, que de alguma maneira contribuíram para esse momento (...)”.

Ao final da celebração, houve o envio e a bênção da cruz missionária. Que Deus abençoe o Frei Antônio nessa missão tão importante para nossa Província São Maximiliano Kolbe.

Mais nesta categoria:

Artigos

Ver todos os artigos
© 2018 Ordem dos Frades Menores. Todos os direitos reservados

 
Fale conosco
curia@franciscano.org.br